Após meses de debate com o Governo do RN, as associações representativas dos policiais militares e bombeiros militares do RN realizaram ato nesta terça-feira (11) em frente à Governadoria para avançar nas lutas de interesse da categoria. Dentre as pautas abordadas, estão a atualização da Lei de Promoção de Praças, da Lei do Curso de Habilitação de Oficiais (CHO) e o reajuste do subsídio das forças de segurança, que hoje tem uma defasagem calculada em quase 40%.

Segundo a subtenente Márcia Carvalho, presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN), uma reunião estava marcada para hoje com o secretário de Administração, Pedro Lopes, mas o encontro foi desmarcado na noite anterior. “Fomos pegos de surpresa porque o secretário esqueceu da nossa reunião, o que é uma grande falta de respeito e consideração com a categoria, principalmente com nossos colegas que vieram do interior para essa assembleia que convocamos para expor o que fosse apresentado pelo Governo”, reclama.

Com apoio da mobilização, os diretores das associações conseguiram momento com o secretário, que prometeu nova reunião nesta quarta-feira (8), às 15h, para apresentar o posicionamento oficial do Governo sobre as demandas apontadas.

Após deliberação, a tropa presente concordou em retornar à Governadoria amanhã (8), às 13h, para acompanhar de perto o que será proposto pelo Executivo. “É sempre muito importante que a tropa esteja presente nesses momentos, porque juntos nós somos mais fortes. Hoje, se não tivesse a presença de quem veio para o nosso ato, talvez nós não tivéssemos sido recebidos, e amanhã precisamos de todos juntos aqui, para garantir que nós sejamos respeitados e que a decisão tomada após o posicionamento do Governo seja de acordo com a vontade de todos”, conclama a subtenente.

Sobre o autor: admin

Após meses de debate com o Governo do RN, as associações representativas dos policiais militares e bombeiros militares do RN realizaram ato nesta terça-feira (11) em frente à Governadoria para avançar nas lutas de interesse da categoria. Dentre as pautas abordadas, estão a atualização da Lei de Promoção de Praças, da Lei do Curso de Habilitação de Oficiais (CHO) e o reajuste do subsídio das forças de segurança, que hoje tem uma defasagem calculada em quase 40%.

Segundo a subtenente Márcia Carvalho, presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN), uma reunião estava marcada para hoje com o secretário de Administração, Pedro Lopes, mas o encontro foi desmarcado na noite anterior. “Fomos pegos de surpresa porque o secretário esqueceu da nossa reunião, o que é uma grande falta de respeito e consideração com a categoria, principalmente com nossos colegas que vieram do interior para essa assembleia que convocamos para expor o que fosse apresentado pelo Governo”, reclama.

Com apoio da mobilização, os diretores das associações conseguiram momento com o secretário, que prometeu nova reunião nesta quarta-feira (8), às 15h, para apresentar o posicionamento oficial do Governo sobre as demandas apontadas.

Após deliberação, a tropa presente concordou em retornar à Governadoria amanhã (8), às 13h, para acompanhar de perto o que será proposto pelo Executivo. “É sempre muito importante que a tropa esteja presente nesses momentos, porque juntos nós somos mais fortes. Hoje, se não tivesse a presença de quem veio para o nosso ato, talvez nós não tivéssemos sido recebidos, e amanhã precisamos de todos juntos aqui, para garantir que nós sejamos respeitados e que a decisão tomada após o posicionamento do Governo seja de acordo com a vontade de todos”, conclama a subtenente.

Sobre o autor: admin

Postagens relacionadas

Voltar para as notícias

Compartilhe