Pesquisas refletem expectativa positiva dos empresários: vendas devem crescer 2% entre maio e julho, segundo Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo

O mês de julho é período de renovação de mix de produtos e mudanças de coleção no varejo de moda, o que significa descontos atrativos para os consumidores. Contando com uma possível retomada ao ritmo de vendas pré-pandemia, no Natal Shopping, lojistas apostam em promoções até o final do mês para atrair os clientes.

Nos corredores do empreendimento, várias lojas apresentam ofertas: marcas como Shoulder, Brooksfield Donna, Intimissimi, Camicado e Centauro são algumas que aderiram à promoção sazonal. 

“Temos sentido um aquecimento muito bom nas vendas agora que contamos novamente com a compra presencial, porque muitos clientes preferem vir, tocar e provar a roupa. Com essa nova flexibilização no horário de funcionamento, estamos otimistas para batermos a meta dessa promoção”, relata Aldenora Cruz, coordenadora de vendas da Rio Center. A loja conta com peças promocionais em todos os setores: feminino, masculino, infantil e sapataria, a maioria com até 50% de desconto.

Sabrina Rosner, gerente da Lilica&Tigor, também notou uma mudança na movimentação dos clientes após anunciar os preços especiais. “Nossos produtos de Outono/Inverno estão com 40% de desconto e temos recebido muita gente para comprar roupas para as férias, aproveitando pra montar o guarda-roupa de frio e viajar, tanto que vimos a necessidade de inclusive adiantar o início da promoção”, diz. 

A expectativa positiva dos lojistas segue o que mostra projeção do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar): as vendas devem crescer 2% entre maio e julho deste ano, em comparação com os meses anteriores. 

Números positivos para os empresários que o público também desfruta. Heloisa França, assistente social, diz que costuma aproveitar as promoções sempre que faz uma visita ao shopping. “Eu busco lojas que estejam identificadas para comprar alguma coisa pra mim, estou sempre dando uma olhadinha”, diz ao finalizar suas aquisições na L’Occitane, que anuncia em suas vitrines preços até 50% menores.

Para Felipe Furtado, superintendente do Natal Shopping, essa é uma época estratégica para que o varejista possa compreender o novo comportamento dos consumidores. “No ano passado, estávamos fechados nessa época devido às restrições governamentais, mas este ano temos muitos dos consumidores já retomando as compras presencialmente, e estamos otimistas com a retomada das vendas, tanto para aquecer o setor como para ter esse insight sobre os clientes”, afirma.

Sobre o autor: admin

Pesquisas refletem expectativa positiva dos empresários: vendas devem crescer 2% entre maio e julho, segundo Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo

O mês de julho é período de renovação de mix de produtos e mudanças de coleção no varejo de moda, o que significa descontos atrativos para os consumidores. Contando com uma possível retomada ao ritmo de vendas pré-pandemia, no Natal Shopping, lojistas apostam em promoções até o final do mês para atrair os clientes.

Nos corredores do empreendimento, várias lojas apresentam ofertas: marcas como Shoulder, Brooksfield Donna, Intimissimi, Camicado e Centauro são algumas que aderiram à promoção sazonal. 

“Temos sentido um aquecimento muito bom nas vendas agora que contamos novamente com a compra presencial, porque muitos clientes preferem vir, tocar e provar a roupa. Com essa nova flexibilização no horário de funcionamento, estamos otimistas para batermos a meta dessa promoção”, relata Aldenora Cruz, coordenadora de vendas da Rio Center. A loja conta com peças promocionais em todos os setores: feminino, masculino, infantil e sapataria, a maioria com até 50% de desconto.

Sabrina Rosner, gerente da Lilica&Tigor, também notou uma mudança na movimentação dos clientes após anunciar os preços especiais. “Nossos produtos de Outono/Inverno estão com 40% de desconto e temos recebido muita gente para comprar roupas para as férias, aproveitando pra montar o guarda-roupa de frio e viajar, tanto que vimos a necessidade de inclusive adiantar o início da promoção”, diz. 

A expectativa positiva dos lojistas segue o que mostra projeção do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar): as vendas devem crescer 2% entre maio e julho deste ano, em comparação com os meses anteriores. 

Números positivos para os empresários que o público também desfruta. Heloisa França, assistente social, diz que costuma aproveitar as promoções sempre que faz uma visita ao shopping. “Eu busco lojas que estejam identificadas para comprar alguma coisa pra mim, estou sempre dando uma olhadinha”, diz ao finalizar suas aquisições na L’Occitane, que anuncia em suas vitrines preços até 50% menores.

Para Felipe Furtado, superintendente do Natal Shopping, essa é uma época estratégica para que o varejista possa compreender o novo comportamento dos consumidores. “No ano passado, estávamos fechados nessa época devido às restrições governamentais, mas este ano temos muitos dos consumidores já retomando as compras presencialmente, e estamos otimistas com a retomada das vendas, tanto para aquecer o setor como para ter esse insight sobre os clientes”, afirma.

Sobre o autor: admin

Postagens relacionadas

Voltar para as notícias

Compartilhe