Para curtir os festejos de São João, na capital do Oeste, com mais tranquilidade é importante se preocupar com a hidratação do corpo através do consumo de água, ainda mais em Mossoró, uma das cidades mais quentes do sertão potiguar. A temperatura também sobe na animação da intensa programação cultural da cidade junina. Contudo, se não houver os devidos cuidados, a falta de hidratação pode comprometer a folia.

O nutricionista Rodrigo Ruegg, dá dicas muito importantes para evitar o comprometimento da saúde. Ele enfatiza que durante uma festa nosso corpo se desidrata facilmente, perdendo água por meio do suor. Por isso, o ideal é ingerir o líquido durante o dia todo.

“A desidratação é um problema grave, que não pode ser ignorado, especialmente em crianças, que são as mais acometidas. O diagnóstico é feito, sobretudo, pela observação dos sintomas do paciente: bastante sede, boca e pele secas, lábios ressecados, olhos fundos, batimento cardíaco acelerado e pequena quantidade de lágrima, urina e suor. Além disso, é comum a pessoa apresentar fraqueza, cansaço, dores de cabeça e episódios de tontura”, alerta Ruegg.

O professor de Nutrição da faculdade Estácio explica ainda que a água representa, normalmente, cerca de 50% do peso de um adulto. A bebida também ajuda no transporte de nutrientes e oxigênio para as células, além de regular a temperatura corporal e pode desintoxicar o corpo.

“Em uma análise de mercado, nós percebemos uma maior conscientização das pessoas na ingestão frequente de água mineral. Tanto pela importância de estar hidratado, em dia com a saúde, como também, pela confiança na qualidade do produto”, pondera Djalma Barbosa Cunha Júnior, presidente do Sindicato de Águas Minerais e Bebidas do Estado do Rio Grande do Norte – Sicramirn.

De acordo com recomendação do Ministério da Saúde, a ingestão de água ao dia deve ser de, no mínimo, 2,5 litros. Se for dividida essa quantidade por 12 horas, a orientação de consumo é de um copo por hora (200 ml).

Sobre o autor: Letra A

Para curtir os festejos de São João, na capital do Oeste, com mais tranquilidade é importante se preocupar com a hidratação do corpo através do consumo de água, ainda mais em Mossoró, uma das cidades mais quentes do sertão potiguar. A temperatura também sobe na animação da intensa programação cultural da cidade junina. Contudo, se não houver os devidos cuidados, a falta de hidratação pode comprometer a folia.

O nutricionista Rodrigo Ruegg, dá dicas muito importantes para evitar o comprometimento da saúde. Ele enfatiza que durante uma festa nosso corpo se desidrata facilmente, perdendo água por meio do suor. Por isso, o ideal é ingerir o líquido durante o dia todo.

“A desidratação é um problema grave, que não pode ser ignorado, especialmente em crianças, que são as mais acometidas. O diagnóstico é feito, sobretudo, pela observação dos sintomas do paciente: bastante sede, boca e pele secas, lábios ressecados, olhos fundos, batimento cardíaco acelerado e pequena quantidade de lágrima, urina e suor. Além disso, é comum a pessoa apresentar fraqueza, cansaço, dores de cabeça e episódios de tontura”, alerta Ruegg.

O professor de Nutrição da faculdade Estácio explica ainda que a água representa, normalmente, cerca de 50% do peso de um adulto. A bebida também ajuda no transporte de nutrientes e oxigênio para as células, além de regular a temperatura corporal e pode desintoxicar o corpo.

“Em uma análise de mercado, nós percebemos uma maior conscientização das pessoas na ingestão frequente de água mineral. Tanto pela importância de estar hidratado, em dia com a saúde, como também, pela confiança na qualidade do produto”, pondera Djalma Barbosa Cunha Júnior, presidente do Sindicato de Águas Minerais e Bebidas do Estado do Rio Grande do Norte – Sicramirn.

De acordo com recomendação do Ministério da Saúde, a ingestão de água ao dia deve ser de, no mínimo, 2,5 litros. Se for dividida essa quantidade por 12 horas, a orientação de consumo é de um copo por hora (200 ml).

Sobre o autor: Letra A

Postagens relacionadas

Voltar para as notícias

Compartilhe