Muitos gestores costumam se fazer essa pergunta: por que precisam se relacionar com a mídia, ou seja, jornalistas, formadores de opinião, influenciadores digitais? Muitos acreditam que evitar esse contato lhes protege de certa forma, afinal, para eles, se expor à opinião pública pode ser um risco.

Esse é um grande engano. A mídia pode ser uma aliada fundamental para a construção da imagem de uma marca no mercado, pois é um importante vetor de disseminação de informações. Mas como construir esse relacionamento? Como fazer para estar presente na mídia de forma positiva?

Alguns gestores, na ânsia de conquistar espaços na mídia, acabam eles mesmos fazendo esse contato. No entanto, nem sempre o resultado é bem-sucedido e o saldo pode ser um tiro no pé. Afinal, não basta apenas aparecer nos jornais, mas de que forma, em que espaço e com que conteúdo.

Sua marca só aparece na mídia em situações de crise?

Você é daquele tipo de gestor que vive escapando do contato com a mídia porque ela só divulga sua marca em situações negativas? E é apenas nesses momentos em que procura uma assessoria de comunicação: para administrar uma crise?

Essa certamente não é a melhor estratégia de gerenciamento de marca e de relacionamento com a mídia. Sua equipe de comunicação vai estar sempre trabalhando para apagar incêndios e corrigir erros do passado.

Ok, crises podem acontecer a qualquer momento, mas é necessário que a empresa esteja preparada para contorná-las com a maior brevidade. Passada a tormenta, não é hora de voltar a se esconder. E sim, de aparecer com uma agenda positiva.

Nesse momento, é essencial comunicar resultados e práticas positivas da empresa.

Como conquistar a mídia

Para se relacionar com a mídia, é preciso entender o que ela deseja. E conquistá-la não é tarefa fácil: a mídia está sempre desconfiada e em busca de conflitos e novidades.

Para chegar até ela é preciso primeiro conhecê-la bem. Depois, oferecer o que ela deseja. E, para isso, a primeira providência é contar com o suporte de uma assessoria de comunicação para desenvolver um trabalho estratégico.

Uma boa assessoria de comunicação tem contatos estabelecidos com as redações e vai traçar estratégias de trabalho para que a presença da marca na mídia seja administrada com todo o cuidado e atenção necessários.

Muitas informações divulgadas pela imprensa se originam das próprias empresas. Elas são potenciais produtoras de conteúdos relevantes para os jornalistas. Desta forma, conseguem divulgar suas marcas em espaços editoriais de jornais, revistas, portais, blogs, televisão e rádio.

Primeiro passo: o planejamento

Não basta estar presente na mídia de qualquer jeito. É preciso definir de que forma será executada essa divulgação e isso exige um planejamento, visando todos os passos a seguir. E o primeiro deles é definir o objetivo da publicação.

A partir daí, é importante estabelecer as principais mensagens-chave a serem endereçadas para a imprensa nos diversos materiais de divulgação.

Essas mensagens devem estar presentes em press releases, entrevistas, sugestões de pauta e artigos de opinião, para que construam o alicerce do reforço de imagem da marca.

O próximo passo é identificar quais os veículos, editorias-foco e jornalistas serão alvo das comunicações feitas pela agência. Estes são os chamados “media target”.

A grande estratégia do planejamento é abastecer esses jornalistas com as informações tratadas de acordo com a linha editorial dos veículos em que trabalham.

Uma mensagem de qualidade, com a abordagem correta, publicada no veículo certo, no momento exato, gera um impacto bastante positivo.

O que a imprensa quer saber sobre o seu negócio?

A resposta para esta pergunta é fundamental para estreitar as relações com a mídia. É essencial entender o perfil de cada canal de comunicação e quem está por trás dele. Só assim, será possível oferecer o tipo de informação que o público que ele atende busca.

Por isso, é importante produzir conteúdos relevantes, com informações diferenciadas, inéditas e exclusivas para os canais de comunicação que chegam até o público que sua marca almeja atingir.

Para a mídia, não basta que a marca fale apenas de si, é essencial uma visão macro que aponte tendências para o mercado, principalmente em nível local.

Outro fator importante é estabelecer uma periodicidade na divulgação desses conteúdos. Mas atenção: equilíbrio é o segredo para manter uma presença estratégica na mídia.

É hora da entrevista. E agora?

Chegou aquele momento tão esperado de se relacionar com a mídia, o contato direto com o repórter ou apresentador. O que fazer?

Claro que você não veio até aqui despreparado. Terá passado antes por um treinamento com sua assessoria de comunicação para saber tirar o melhor proveito deste momento da entrevista.

A esse treinamento damos o nome de media training, que é a preparação do gestor – que agora faz o papel de porta-voz – para os diferentes tipos de entrevistas.

Nele, o porta-voz entende como é o funcionamento da mídia e como deve se portar e tratar o jornalista. Além disso, são passadas dicas sobre como responder a determinadas perguntas, até mesmo aquelas que não são desejadas.

O objetivo do media training é fazer com que o porta-voz não seja surpreendido no contato com os jornalistas.  E que saiba conduzir esse momento com destreza, oferecendo àquele profissional que está à sua frente o que ele espera, ao mesmo tempo em que lhe transmite as mensagens-chave que deseja.

O resultado de um contato bem-sucedido com a imprensa certamente será uma reportagem bem fundamentada, com as informações transmitidas como planejado e o relacionamento com a mídia fortalecido.

Ficou clara a importância de se relacionar com a mídia? Quer saber mais sobre o que é o media training? Acesse aqui.

Sobre o autor: Ângela Bezerra

Diretora da Letra A Comunicação, Ângela Bezerra é jornalista formada pela UFRN com MBA em Marketing Estratégico e é mestra em Antropologia pela UFRN. Trabalhou como repórter na Inter TV Cabugi (afiliada da Rede Globo) por 10 anos e lecionou como professora convidada na pós-graduação em Assessoria de Imprensa da Estácio. Atua há mais de 20 anos com assessoria de comunicação.

Assine a newsletter da Letra A e receba nossos conteúdos em primeira mão!

* indicates required

Intuit Mailchimp

Muitos gestores costumam se fazer essa pergunta: por que precisam se relacionar com a mídia, ou seja, jornalistas, formadores de opinião, influenciadores digitais? Muitos acreditam que evitar esse contato lhes protege de certa forma, afinal, para eles, se expor à opinião pública pode ser um risco.

Esse é um grande engano. A mídia pode ser uma aliada fundamental para a construção da imagem de uma marca no mercado, pois é um importante vetor de disseminação de informações. Mas como construir esse relacionamento? Como fazer para estar presente na mídia de forma positiva?

Alguns gestores, na ânsia de conquistar espaços na mídia, acabam eles mesmos fazendo esse contato. No entanto, nem sempre o resultado é bem-sucedido e o saldo pode ser um tiro no pé. Afinal, não basta apenas aparecer nos jornais, mas de que forma, em que espaço e com que conteúdo.

Sua marca só aparece na mídia em situações de crise?

Você é daquele tipo de gestor que vive escapando do contato com a mídia porque ela só divulga sua marca em situações negativas? E é apenas nesses momentos em que procura uma assessoria de comunicação: para administrar uma crise?

Essa certamente não é a melhor estratégia de gerenciamento de marca e de relacionamento com a mídia. Sua equipe de comunicação vai estar sempre trabalhando para apagar incêndios e corrigir erros do passado.

Ok, crises podem acontecer a qualquer momento, mas é necessário que a empresa esteja preparada para contorná-las com a maior brevidade. Passada a tormenta, não é hora de voltar a se esconder. E sim, de aparecer com uma agenda positiva.

Nesse momento, é essencial comunicar resultados e práticas positivas da empresa.

Como conquistar a mídia

Para se relacionar com a mídia, é preciso entender o que ela deseja. E conquistá-la não é tarefa fácil: a mídia está sempre desconfiada e em busca de conflitos e novidades.

Para chegar até ela é preciso primeiro conhecê-la bem. Depois, oferecer o que ela deseja. E, para isso, a primeira providência é contar com o suporte de uma assessoria de comunicação para desenvolver um trabalho estratégico.

Uma boa assessoria de comunicação tem contatos estabelecidos com as redações e vai traçar estratégias de trabalho para que a presença da marca na mídia seja administrada com todo o cuidado e atenção necessários.

Muitas informações divulgadas pela imprensa se originam das próprias empresas. Elas são potenciais produtoras de conteúdos relevantes para os jornalistas. Desta forma, conseguem divulgar suas marcas em espaços editoriais de jornais, revistas, portais, blogs, televisão e rádio.

Primeiro passo: o planejamento

Não basta estar presente na mídia de qualquer jeito. É preciso definir de que forma será executada essa divulgação e isso exige um planejamento, visando todos os passos a seguir. E o primeiro deles é definir o objetivo da publicação.

A partir daí, é importante estabelecer as principais mensagens-chave a serem endereçadas para a imprensa nos diversos materiais de divulgação.

Essas mensagens devem estar presentes em press releases, entrevistas, sugestões de pauta e artigos de opinião, para que construam o alicerce do reforço de imagem da marca.

O próximo passo é identificar quais os veículos, editorias-foco e jornalistas serão alvo das comunicações feitas pela agência. Estes são os chamados “media target”.

A grande estratégia do planejamento é abastecer esses jornalistas com as informações tratadas de acordo com a linha editorial dos veículos em que trabalham.

Uma mensagem de qualidade, com a abordagem correta, publicada no veículo certo, no momento exato, gera um impacto bastante positivo.

O que a imprensa quer saber sobre o seu negócio?

A resposta para esta pergunta é fundamental para estreitar as relações com a mídia. É essencial entender o perfil de cada canal de comunicação e quem está por trás dele. Só assim, será possível oferecer o tipo de informação que o público que ele atende busca.

Por isso, é importante produzir conteúdos relevantes, com informações diferenciadas, inéditas e exclusivas para os canais de comunicação que chegam até o público que sua marca almeja atingir.

Para a mídia, não basta que a marca fale apenas de si, é essencial uma visão macro que aponte tendências para o mercado, principalmente em nível local.

Outro fator importante é estabelecer uma periodicidade na divulgação desses conteúdos. Mas atenção: equilíbrio é o segredo para manter uma presença estratégica na mídia.

É hora da entrevista. E agora?

Chegou aquele momento tão esperado de se relacionar com a mídia, o contato direto com o repórter ou apresentador. O que fazer?

Claro que você não veio até aqui despreparado. Terá passado antes por um treinamento com sua assessoria de comunicação para saber tirar o melhor proveito deste momento da entrevista.

A esse treinamento damos o nome de media training, que é a preparação do gestor – que agora faz o papel de porta-voz – para os diferentes tipos de entrevistas.

Nele, o porta-voz entende como é o funcionamento da mídia e como deve se portar e tratar o jornalista. Além disso, são passadas dicas sobre como responder a determinadas perguntas, até mesmo aquelas que não são desejadas.

O objetivo do media training é fazer com que o porta-voz não seja surpreendido no contato com os jornalistas.  E que saiba conduzir esse momento com destreza, oferecendo àquele profissional que está à sua frente o que ele espera, ao mesmo tempo em que lhe transmite as mensagens-chave que deseja.

O resultado de um contato bem-sucedido com a imprensa certamente será uma reportagem bem fundamentada, com as informações transmitidas como planejado e o relacionamento com a mídia fortalecido.

Ficou clara a importância de se relacionar com a mídia? Quer saber mais sobre o que é o media training? Acesse aqui.

Sobre o autor: Ângela Bezerra

Diretora da Letra A Comunicação, Ângela Bezerra é jornalista formada pela UFRN com MBA em Marketing Estratégico e é mestra em Antropologia pela UFRN. Trabalhou como repórter na Inter TV Cabugi (afiliada da Rede Globo) por 10 anos e lecionou como professora convidada na pós-graduação em Assessoria de Imprensa da Estácio. Atua há mais de 20 anos com assessoria de comunicação.

Postagens relacionadas

Voltar para o blog

Compartilhe

Comentários

Um comentário

  1. […] preciso ter um bom relacionamento com a mídia para se diferenciar da concorrência e garantir espaços de […]

Deixe um comentário