O uso obrigatório de máscaras – por conta do controle do contágio do novo coronavírus – tem mudado os modos de consumo também na indústria da beleza. Desde que passaram a ser acessório permanente na nossa rotina, cobrindo boca e nariz, o foco da maquiagem das mulheres mudou. Pela primeira vez desde 2015, houve uma queda no consumo de um símbolo da beleza e autoestima feminino: o batom.

Em todo o mundo, a queda histórica nas vendas foi de R$ 67,2 bilhões, em 2019, para R$ 64,5 bilhões, em 2020. No Brasil, foi a pior queda desde 2018: de R$ 3,1 bilhões, em 2019, para R$ 2,8 bilhões, em 2020. Os dados são da provedora de pesquisa de mercado Euromonitor International. Por outro lado, tem aumentado a procura por itens que deixem o olhar ainda mais poderoso. 

De acordo com o Pinterest, rede social de compartilhamento de imagens, a busca por técnicas e tutoriais de delineados para os olhos aumentou cerca de 300% após o início da pandemia. Com a reabertura do comércio e dos shoppings centers, empresários do ramo de cosméticos também percebem uma elevação na procura de produtos para os olhos. A expectativa é de que haja uma mudança temporária no consumo de produtos de beleza, com maior destaque, neste momento, para a linha de cosméticos skincare e de maquiagem para a região dos olhos, como lápis de olho, delineador, sombras, máscara de cílios e produtos para sobrancelhas.

Fany Tavares, gerente da Bel Cosméticos do Natal Shopping, conta que esse aumento vem sendo notado cada vez mais: “percebemos que as vendas de máscaras de cílios, contornos, delineadores e lápis de olhos subiram consideravelmente nos últimos dias, e acreditamos ser uma tendência devido ao uso das máscaras de proteção que deixam à mostra apenas os olhos”, explica.

Uso de ferramentas digitais para provas de produtos

A alta procura por esses produtos e os protocolos de segurança da pandemia vêm sendo motivo de reinvenção para algumas marcas, já que, por enquanto, não é recomendado testar as maquiagens nas clientes. É o caso da M.A.C Cosmetics, que encontrou uma alternativa para que as clientes provem esses produtos sem contato físico.

A marca lançou mão da ferramenta Virtual Try On, disponível em seu site, e que tem facilitado na hora da escolha do produto. Nela, estão disponíveis mais de 200 cores de batons e sombras que podem ser testadas virtualmente pelas consumidoras. Com recursos assim, fica fácil escolher a melhor make que se adequa a cada estilo e tom de pele.

“Por meio dessa nova ferramenta, as clientes podem direcionar a câmera para os seus rostos e selecionar as cores que desejam provar. Em seguida, o Virtual Try On demonstra como o produto ficaria na cliente, evitando assim o contato direto com os produtos e com outras pessoas”, completa Cibele Almeida, gerente da marca no Natal Shopping. 

Essa nova tendência, de valorizar os olhos, já que a máscara torna inviável o uso de batons ao sair de casa, tem se mostrado forte na internet. Nos últimos meses, muito se fala sobre o “foxy eyes”, olhos de raposa traduzido para o português: a técnica preferida do momento para dar ainda mais destaque ao olhar é uma associação do esfumado a um delineado alongado e vem fazendo sucesso entre as famosas nas redes sociais.

Na Quem disse, Berenice? o destaque são as paletas de sombras, com textura macia e aveludada, alta cobertura, longa duração e alta fixação. A Adoro Bronze traz 12 sombras nos acabamentos mate e cintilante, com cores quentes, terrosas e acobreadas, para aquecer o olhar.

Outras marcas presentes no Natal Shopping também oferecem alternativas de itens que podem deixar o olhar mais poderoso, se destacando para além da máscara de proteção. E com mais produtos de maquiagem que podem deixar a mulher ainda mais bonita mesmo em casa, para as ocasiões em família. Entre elas estão O Boticário, American News, Soff, Granado, entre outras. Todas seguem com rigor os protocolos de biossegurança no atendimento ao cliente.

Funcionamento

De acordo com Decreto Municipal, o Natal Shopping opera em horário reduzido, todos os dias das 12h às 20h, com limitação de 50% da capacidade de ocupação. Ao acessar o shopping, lojistas, colaboradores, fornecedores e também clientes devem usar máscaras e têm suas temperaturas corporais aferidas por um termômetro digital infravermelho. Todos aqueles que registrarem mais de 37,8ºC seguirão os protocolos da Organização Mundial da Saúde (OMS) e não poderão acessar o complexo de lojas.

Sobre o autor: admin

O uso obrigatório de máscaras – por conta do controle do contágio do novo coronavírus – tem mudado os modos de consumo também na indústria da beleza. Desde que passaram a ser acessório permanente na nossa rotina, cobrindo boca e nariz, o foco da maquiagem das mulheres mudou. Pela primeira vez desde 2015, houve uma queda no consumo de um símbolo da beleza e autoestima feminino: o batom.

Em todo o mundo, a queda histórica nas vendas foi de R$ 67,2 bilhões, em 2019, para R$ 64,5 bilhões, em 2020. No Brasil, foi a pior queda desde 2018: de R$ 3,1 bilhões, em 2019, para R$ 2,8 bilhões, em 2020. Os dados são da provedora de pesquisa de mercado Euromonitor International. Por outro lado, tem aumentado a procura por itens que deixem o olhar ainda mais poderoso. 

De acordo com o Pinterest, rede social de compartilhamento de imagens, a busca por técnicas e tutoriais de delineados para os olhos aumentou cerca de 300% após o início da pandemia. Com a reabertura do comércio e dos shoppings centers, empresários do ramo de cosméticos também percebem uma elevação na procura de produtos para os olhos. A expectativa é de que haja uma mudança temporária no consumo de produtos de beleza, com maior destaque, neste momento, para a linha de cosméticos skincare e de maquiagem para a região dos olhos, como lápis de olho, delineador, sombras, máscara de cílios e produtos para sobrancelhas.

Fany Tavares, gerente da Bel Cosméticos do Natal Shopping, conta que esse aumento vem sendo notado cada vez mais: “percebemos que as vendas de máscaras de cílios, contornos, delineadores e lápis de olhos subiram consideravelmente nos últimos dias, e acreditamos ser uma tendência devido ao uso das máscaras de proteção que deixam à mostra apenas os olhos”, explica.

Uso de ferramentas digitais para provas de produtos

A alta procura por esses produtos e os protocolos de segurança da pandemia vêm sendo motivo de reinvenção para algumas marcas, já que, por enquanto, não é recomendado testar as maquiagens nas clientes. É o caso da M.A.C Cosmetics, que encontrou uma alternativa para que as clientes provem esses produtos sem contato físico.

A marca lançou mão da ferramenta Virtual Try On, disponível em seu site, e que tem facilitado na hora da escolha do produto. Nela, estão disponíveis mais de 200 cores de batons e sombras que podem ser testadas virtualmente pelas consumidoras. Com recursos assim, fica fácil escolher a melhor make que se adequa a cada estilo e tom de pele.

“Por meio dessa nova ferramenta, as clientes podem direcionar a câmera para os seus rostos e selecionar as cores que desejam provar. Em seguida, o Virtual Try On demonstra como o produto ficaria na cliente, evitando assim o contato direto com os produtos e com outras pessoas”, completa Cibele Almeida, gerente da marca no Natal Shopping. 

Essa nova tendência, de valorizar os olhos, já que a máscara torna inviável o uso de batons ao sair de casa, tem se mostrado forte na internet. Nos últimos meses, muito se fala sobre o “foxy eyes”, olhos de raposa traduzido para o português: a técnica preferida do momento para dar ainda mais destaque ao olhar é uma associação do esfumado a um delineado alongado e vem fazendo sucesso entre as famosas nas redes sociais.

Na Quem disse, Berenice? o destaque são as paletas de sombras, com textura macia e aveludada, alta cobertura, longa duração e alta fixação. A Adoro Bronze traz 12 sombras nos acabamentos mate e cintilante, com cores quentes, terrosas e acobreadas, para aquecer o olhar.

Outras marcas presentes no Natal Shopping também oferecem alternativas de itens que podem deixar o olhar mais poderoso, se destacando para além da máscara de proteção. E com mais produtos de maquiagem que podem deixar a mulher ainda mais bonita mesmo em casa, para as ocasiões em família. Entre elas estão O Boticário, American News, Soff, Granado, entre outras. Todas seguem com rigor os protocolos de biossegurança no atendimento ao cliente.

Funcionamento

De acordo com Decreto Municipal, o Natal Shopping opera em horário reduzido, todos os dias das 12h às 20h, com limitação de 50% da capacidade de ocupação. Ao acessar o shopping, lojistas, colaboradores, fornecedores e também clientes devem usar máscaras e têm suas temperaturas corporais aferidas por um termômetro digital infravermelho. Todos aqueles que registrarem mais de 37,8ºC seguirão os protocolos da Organização Mundial da Saúde (OMS) e não poderão acessar o complexo de lojas.

Sobre o autor: admin

Postagens relacionadas

Voltar para as notícias

Compartilhe