A diversidade e inclusão são conceitos cada vez mais discutidos no mundo corporativo contemporâneo. Muito tem se falado sobre a importância do cuidado no recrutamento de pessoas pertencentes a grupos minoritários, além dos processos seletivos exclusivos estarem ganhando um relevante espaço na área de recursos humanos.

No entanto, para além dessas ações primárias, é importante que a diversidade dentro das empresas seja promovida em todos os âmbitos, incluindo a comunicação. Aqui, vamos entender o valor de uma comunicação corporativa inclusiva, além de estratégias para adotá-la de forma eficiente em sua organização. 

O que é uma comunicação corporativa inclusiva?

Esse tipo de comunicação nada mais é do que uma abordagem com o objetivo de garantir que todas as informações e meios de comunicação de uma empresa sejam acessíveis, respeitosos e envolventes para uma ampla variedade de públicos.

A comunicação corporativa não se detém somente à transmissão de mensagens, mas é comprometida em conectar os conteúdos da organização com todas as pessoas, independente de suas diferenças. Ela evita os estereótipos e a linguagem excludente, o que significa, entre outros pontos:

  1. Adota uma linguagem neutra com os colaboradores;
  2. Não utiliza expressões que reforçam discriminações, como o capacitismo;
  3. Escolhe palavras de fácil entendimento geral;
  4. Evita vieses inconscientes.

conteúdo humanizado

Por que adotar a comunicação inclusiva na empresa?

Todas as ações acima buscam criar um ambiente onde os colaboradores e as partes interessadas da empresa se sintam valorizados, representados e ouvidos. Através desse acolhimento, surge uma série de benefícios internos e externos à organização. A seguir, vamos conhecer alguns deles. 

Senso de pertencimento fortalecido

O uso da comunicação corporativa inclusiva reconhece as diferenças e valoriza a experiência de cada indivíduo. Por isso, essa abordagem é capaz de fortalecer o senso de pertencimento entre os colaboradores e a empresa. Por consequência, contribui diretamente para o engajamento deles. 

Ao se sentirem mais pertencentes ao ambiente de trabalho, os colaboradores naturalmente terão mais confiança para expressar suas ideias e sugestões. Como também, para participar das mais diversas atividades propostas pela organização.

Além disso, funcionários que se sentem mais acolhidos tendem a criar conexões mais profundas com as empresas. Investindo, assim, maior energia para suas demandas e contribuindo para uma equipe mais produtiva e colaborativa.

Aumento da competitividade diante da concorrência

Uma empresa que possui a comunicação corporativa inclusiva em sua cultura se destaca, sem sombra de dúvidas, diante de seus concorrentes. Isso fica ainda mais claro quando analisamos uma pesquisa realizada pelo Glassdoor em setembro de 2020. Conforme o estudo, 76% dos funcionários e candidatos a vagas consideraram a diversidade da equipe como um fator importante na avaliação de ofertas de emprego.

Além da atração de talentos diversos, o aumento da competitividade diante dos concorrentes também ocorre por meio do fortalecimento da imagem da marca no mercado. 

Se posicionar com uma comunicação corporativa inclusiva pode atrair clientes e parceiros alinhados aos valores da empresa e contribuir para a construção de uma reputação positiva da organização.

Salto de criatividade na equipe

Por último, mas não menos importante, a diversidade de pontos de vista é a receita do sucesso para a criatividade.

Empresas que adotam a comunicação corporativa inclusiva naturalmente se tornam um ambiente propício à inovação, pois, como citamos logo ali em cima, os colaboradores se sentem mais confortáveis para expor suas ideias e posicionamentos em um ambiente de trabalho com valores voltados à diversidade e inclusão. 

Dicas para implementar a comunicação corporativa inclusiva

Agora que já entendemos o conceito e a importância da comunicação corporativa inclusiva, vamos aprender como aplicá-la na prática para transformar a sua empresa em um ambiente de trabalho moderno e que valoriza a diversidade. 

  1. Promova treinamentos e workshops para os funcionários sobre linguagem inclusiva e preconceito inconsciente;
  2. Atualize as diretrizes gerais de comunicação da empresa para adotar práticas de linguagem inclusiva, como pronomes neutros e uma comunicação acessível a todos;
  3. Certifique-se de que todos os canais de comunicação da empresa, sejam eles online ou offline, sejam acessíveis para pessoas com deficiência;
  4. Uma boa dica para colocar o ponto anterior em prática é utilizar as opções de textos alternativos nas redes sociais para adicionar descrições em todas as imagens publicadas;
  5. Crie um ambiente de escuta ativa para que seus colaboradores consigam te passar feedbacks sobre a comunicação inclusiva da empresa;
  6. Certifique-se de que sua empresa possui uma equipe diversa em termos de origens, experiências, etnias, sexualidades, entre outros;
  7. Planeje ações para celebrar a diversidade internamente, como em datas comemorativas;
  8. Por fim, acompanhe a eficácia das ações promovidas através dos pontos de vista dos colaboradores, clientes, parceiros e mercado e ajuste os pontos necessários de acordo com os feedbacks recebidos.

E então, tudo certo para começar a colocar a comunicação corporativa inclusiva em prática por aí? Para tornar essa missão ainda mais fácil, te deixamos com a recomendação de mais uma leitura do nosso blog. 

propósito social

Agora é mão na massa!

Sobre o autor: Aline Barbosa

Assine a newsletter da Letra A e receba nossos conteúdos em primeira mão!

* indicates required

Intuit Mailchimp

A diversidade e inclusão são conceitos cada vez mais discutidos no mundo corporativo contemporâneo. Muito tem se falado sobre a importância do cuidado no recrutamento de pessoas pertencentes a grupos minoritários, além dos processos seletivos exclusivos estarem ganhando um relevante espaço na área de recursos humanos.

No entanto, para além dessas ações primárias, é importante que a diversidade dentro das empresas seja promovida em todos os âmbitos, incluindo a comunicação. Aqui, vamos entender o valor de uma comunicação corporativa inclusiva, além de estratégias para adotá-la de forma eficiente em sua organização. 

O que é uma comunicação corporativa inclusiva?

Esse tipo de comunicação nada mais é do que uma abordagem com o objetivo de garantir que todas as informações e meios de comunicação de uma empresa sejam acessíveis, respeitosos e envolventes para uma ampla variedade de públicos.

A comunicação corporativa não se detém somente à transmissão de mensagens, mas é comprometida em conectar os conteúdos da organização com todas as pessoas, independente de suas diferenças. Ela evita os estereótipos e a linguagem excludente, o que significa, entre outros pontos:

  1. Adota uma linguagem neutra com os colaboradores;
  2. Não utiliza expressões que reforçam discriminações, como o capacitismo;
  3. Escolhe palavras de fácil entendimento geral;
  4. Evita vieses inconscientes.

conteúdo humanizado

Por que adotar a comunicação inclusiva na empresa?

Todas as ações acima buscam criar um ambiente onde os colaboradores e as partes interessadas da empresa se sintam valorizados, representados e ouvidos. Através desse acolhimento, surge uma série de benefícios internos e externos à organização. A seguir, vamos conhecer alguns deles. 

Senso de pertencimento fortalecido

O uso da comunicação corporativa inclusiva reconhece as diferenças e valoriza a experiência de cada indivíduo. Por isso, essa abordagem é capaz de fortalecer o senso de pertencimento entre os colaboradores e a empresa. Por consequência, contribui diretamente para o engajamento deles. 

Ao se sentirem mais pertencentes ao ambiente de trabalho, os colaboradores naturalmente terão mais confiança para expressar suas ideias e sugestões. Como também, para participar das mais diversas atividades propostas pela organização.

Além disso, funcionários que se sentem mais acolhidos tendem a criar conexões mais profundas com as empresas. Investindo, assim, maior energia para suas demandas e contribuindo para uma equipe mais produtiva e colaborativa.

Aumento da competitividade diante da concorrência

Uma empresa que possui a comunicação corporativa inclusiva em sua cultura se destaca, sem sombra de dúvidas, diante de seus concorrentes. Isso fica ainda mais claro quando analisamos uma pesquisa realizada pelo Glassdoor em setembro de 2020. Conforme o estudo, 76% dos funcionários e candidatos a vagas consideraram a diversidade da equipe como um fator importante na avaliação de ofertas de emprego.

Além da atração de talentos diversos, o aumento da competitividade diante dos concorrentes também ocorre por meio do fortalecimento da imagem da marca no mercado. 

Se posicionar com uma comunicação corporativa inclusiva pode atrair clientes e parceiros alinhados aos valores da empresa e contribuir para a construção de uma reputação positiva da organização.

Salto de criatividade na equipe

Por último, mas não menos importante, a diversidade de pontos de vista é a receita do sucesso para a criatividade.

Empresas que adotam a comunicação corporativa inclusiva naturalmente se tornam um ambiente propício à inovação, pois, como citamos logo ali em cima, os colaboradores se sentem mais confortáveis para expor suas ideias e posicionamentos em um ambiente de trabalho com valores voltados à diversidade e inclusão. 

Dicas para implementar a comunicação corporativa inclusiva

Agora que já entendemos o conceito e a importância da comunicação corporativa inclusiva, vamos aprender como aplicá-la na prática para transformar a sua empresa em um ambiente de trabalho moderno e que valoriza a diversidade. 

  1. Promova treinamentos e workshops para os funcionários sobre linguagem inclusiva e preconceito inconsciente;
  2. Atualize as diretrizes gerais de comunicação da empresa para adotar práticas de linguagem inclusiva, como pronomes neutros e uma comunicação acessível a todos;
  3. Certifique-se de que todos os canais de comunicação da empresa, sejam eles online ou offline, sejam acessíveis para pessoas com deficiência;
  4. Uma boa dica para colocar o ponto anterior em prática é utilizar as opções de textos alternativos nas redes sociais para adicionar descrições em todas as imagens publicadas;
  5. Crie um ambiente de escuta ativa para que seus colaboradores consigam te passar feedbacks sobre a comunicação inclusiva da empresa;
  6. Certifique-se de que sua empresa possui uma equipe diversa em termos de origens, experiências, etnias, sexualidades, entre outros;
  7. Planeje ações para celebrar a diversidade internamente, como em datas comemorativas;
  8. Por fim, acompanhe a eficácia das ações promovidas através dos pontos de vista dos colaboradores, clientes, parceiros e mercado e ajuste os pontos necessários de acordo com os feedbacks recebidos.

E então, tudo certo para começar a colocar a comunicação corporativa inclusiva em prática por aí? Para tornar essa missão ainda mais fácil, te deixamos com a recomendação de mais uma leitura do nosso blog. 

propósito social

Agora é mão na massa!

Sobre o autor: Aline Barbosa

Postagens relacionadas

Voltar para o blog

Compartilhe

Comentários